Category: Dicas (page 1 of 4)

Tipos de mapa mental e suas características

Você já sabe falar da importância de se fazer um mapa mental? Então se você deseja alcançar suas metas em várias áreas da sua vida, esse artigo pode te auxiliar a como você pode conseguir resolver seus problemas e ramificar todas as informações que estão em sua cabeça, nesse mapa. 

Para isso, abaixo foi reunido várias informações como tipos de mapa, o que ele é e como você pode aplicá-lo na sua vida. 

O que é mapa mental?

O mapa mental ou também conhecido como mapa de mente é basicamente uma ferramenta que pode gerir algumas informações, e eles são utilizados para simplificar os conceitos e ideias que estão na sua cabeça e tornar essa representação mais visual para melhor você compreender. Ferramenta Essa é ótima para quem deseja memorizar suas metas, unificar todos os seus pensamentos e principalmente ajudar na conclusão de suas tarefas e metas.

Por que usar?

Ele é muito utilizado para ajudar seu cérebro a trazer benefícios únicos para o seu dia, pois ele consiste em fazer aplicações em várias áreas da sua vida, seja para atingir profissionais benefícios, entre outros. Então ele pode te ajudar a desenvolver melhor nessas áreas através dos estímulos de pensamentos, e também te auxilia na hora de resolver que você não está conseguindo.

É ótimo para quem deseja ser mais organizado e conseguir ter mais êxito em correr atrás e resolução das questões que ali estão, também auxiliar a gravar melhor o que precisa ser feito, abaixo neste artigo você terá uma ideia melhor de como usa e quais os tipos . 

Tipos de mapa mental

Existem duas categorias de tipos de mapas mentais e eles são: digitais ou físicos (feitos à mão) aí você pode usar aquele que você se identifica melhor, mas o conceito é o mesmo. 

Para quem deseja fazer a mão, existem diversos modelos que você pode se inspirar para que você crie o seu único e especial, já que o objetivo é somente você poder ter essa magnitude da sua mente numa folha.

Além disso, você trabalha sua criatividade, usa as cores que você quer, trabalha a paciência e no geral cria o seu autenticamente. É bom tomar cuidado com os mapas mentais feitos à mão para não acabar perdendo ou sujando, pois deve encontrar um jeito de refazê-lo. 

Já para quem opta pelos mapas mentais digitais, são mais rápidos e práticos na hora de adicionar novos ramos, ou até mesmo remover. Fica bem mais fácil de ser atualizado, e também armazenamentos fáceis, que você pode salvar em uma pasta somente para isso. Você também pode incluir fotos que desejar para que ele possa ficar mais completo ainda,  

Mapa Mental Resumo

É basicamente um diagrama no qual você mesmo confecciona a partir de uma ideia central e inicial, após isso você vai ampliando em vários ramos e cada um desses ramos são desdobramentos do primeiro conceito inicial que você colocou. 

Para isso são usados ​​elementos e núcleos que chamem a sua atenção para que você saiba diferenciar facilmente.

Mapa Mental Tradicional

O mapa mental tradicional é criado baseado nas regras que foram definidas por Tony Buzan, como acrescentar a utilização de cores de imagens, objetos que você pode identificar e muito utilizado principalmente por sua técnica funcionar bastante. 

Existem muitos benefícios que você pode estar usufruindo a partir desse mapa mental como trazer essa sensação de dever cumprido, enxergar melhor e reter melhor as informações, além de ser bem fácil de se fazer. 

Mapa Mental Mnemônico

O mapa mental mnemônico consiste em uma criação de uma frase, sigla que seja de seu fácil entendimento já que é para você poder identificá-lo melhor, ou registrar-lo em sua mente facilmente. É como se fosse uma palavra-chave que você mesmo se dá para identificar melhor aquela sigla. 

É um ótimo exemplo para memorizar alguma coisa que você queira deixar em destaque ou que não possa se esquecer, como algum conteúdo de estudo que você precisa decorar, tipos de linguagem, tipos de discurso. 

É algo bem pessoal e único, então a proposta desse mapa mental é justamente essa a ideia do mapa mental mnemônico, que pode trazer mais segurança e aumentar a sensação de realização e fora que trabalha muito a criatividade de quem opta e fazê-lo. 

Essas foram algumas explicações e informações sobre o mapa mental e como você pode fazer e utilizar-lo para sua compreensão em torno dos seus pensamentos, pode ser uma ótima estratégia de aprendizado, ou de algo que você deseja muito alcançar e até mesmo de problemas que queira resolver. 

Seria um excelente método para quem deseja mudar sua vida, seus rumos, e principalmente suas metas, pois ele dá ânimo para quem deseja começar a se aventurar mais em seus pensamentos e criações.

4 vantagens de fazer um curso de informática básica

Citamos 4 vantagens de fazer um curso de informática básica, mas é claro que esse curso oferece muito mais benefícios a quem estuda esse tipo de conteúdo.

No mundo atual, possuir essa especialidade no currículo é obrigatório, pois as empresas, por mais conservadoras que sejam, não poderão deixar de se adequar ao mundo digital se quiserem se manter atualizadas.

Como funciona o curso de informática básica?

O curso de informática básica é dividido em duas grandes áreas da computação: hardware e software.

O hardware é a parte da informática que trata dos componentes físicos do computador, como placas mães, monitores, processadores, teclados, mouses, entre outras peças que formam o conjunto de um aparelho.

O software é o nome que se dá a todo programa que existe depois que o computador é ligado e aqui o aluno aprenderá sobre todo o funcionamento do computador, na prática, por meio de programas de escrita, de acesso à internet, de edição de fotos e vídeos, entre tantos outros que o curso básico de informática tem a oferecer.

4 benefícios de concluir um curso de informática básica

Como foi dito, existem inúmeras vantagens em possuir um diploma de informática básica, mas, citamos 4 para as pessoas entenderem a importância desse curso.

Melhora o currículo

Por se tratar de um assunto que é muito usado no dia a dia de qualquer empresa que tenha um sistema integrado de computador, possuir essa especialização no currículo melhora as chances de contratação de um funcionário.

Afinal, o empregador levará em conta que essa pessoa saberá lidar com as tabelas do Microsoft Excel e as edições de texto do Microsoft Word, por exemplo. 

Além disso, o conhecimento em informática fará com que o profissional adeque-se ao ambiente integrado computacional da empresa.

Amplia o conhecimento

Mais importante do que ter uma linha escrita no currículo afirmando que temos um diploma é o conhecimento adquirido em um curso de informática básica.

Saber produzir um texto e editá-lo ou reproduzir fotografias e vídeos em programas de edição são algumas das especializações que esse tipo de curso nos propõe.

Além de tudo isso, aprendemos a fazer plantas de casas, em programas como Autocad e editamos tabelas complexas de produção em programas como o já citado Excel.

Todo esse conhecimento não só abre portas do mercado de trabalho formal, como expande as possibilidades de sucesso para um empreendedor informal, já que, um profissional em edição de fotos pode oferecer seus serviços em empresas de propaganda visual.

Outro ramo do empreendedorismo para quem tem somente informática básica é o de 

contabilidades que podem ser feitas em programas de edição de tabelas também.

Oportunidade de trabalho

Quem estuda informática básica busca uma oportunidade de trabalho e o aluno que foi bem aplicado no curso tem grande chance de conseguir uma vaga no mercado.

Pois, as entrevistas, hoje em dia, são mais dinâmicas e o entrevistador pode pedir que a pessoa que está pleiteando a vaga demonstre seu conhecimento em um computador.

O estudante que está bem preparado para isso se dá bem nessa hora e a empresa ganha muito também ao contratar um profissional que cumpre o que promete o seu currículo.

Hoje em dia, todo tipo de negócio precisa de um computador, porque ninguém mais trabalha com anotações em papéis que podem ser perdidas facilmente.

Mas, para manter a organização de muitos documentos que uma empresa costuma arquivar é preciso um colaborador que saiba lidar com tudo isso.

Então, está aí a oportunidade de trabalho para quem tem o diferencial de um curso de informática básica em sua trajetória de ensino.

Primeiros passos no digital

Como todos os cursos profissionalizantes, a informática básica também tem seus primeiros passos no mundo digital.

Afinal, esse universo é muito complexo e as possibilidades do uso de um computador são enormes indo de uma simples edição de texto até uma computação gráfica de filmes que vemos no cinema que parecem tão perfeitos que parecem a própria realidade.

Mas, primeiramente, o aluno que se forma em informática básica lida com problemas menores no dia a dia de uma empresa, como utilização de programas do pacote office da Microsoft e navegadores de internet.

O trabalhador que é formado em informática básica dá os seus primeiros passados no mercado digital, mas já está à frente das pessoas que não conhecem nada sobre computador.

Conclusão

Em tempos que as pessoas usam somente smartphone e não visam a especialização em computadores, possuir esse curso anexado no currículo é um diferencial que vai garantir o ingresso de bons colaboradores nas empresas brasileiras.

E, a empresa que não possui um colaborador especialista nessa área deve começar a repensar isso, já que esse profissional faz toda a diferença na organização de tudo que um computador tem a oferecer de benefício ao negócio.

Saiba como seguir carreira na área da educação

Normalmente, quando pensamos na área da educação, a imagem do professor vem à nossa mente, entretanto, tal área é bem ampla, e abrange diversas profissões, nas quais, a maior parte da sociedade ainda desconhece!

Entretanto, caso você faça parte desta grande parte da sociedade, é seguro afirmar que, depois daqui, tais estatísticas irão mudar! Aqui você irá aprender tudo sobre a área da educação, como seguir uma carreira na mesma, quais possibilidades e vagas existem, e quanto você consegue ganhar com as mesmas.

Vale lembrar que, a área da educação, não engloba somente aqueles profissionais que ensinam diretamente algo para outras pessoas (normalmente, os alunos), mas também, engloba todas as pessoas que fazem deste processo possível, ou que auxiliam no mesmo.

O que abrange a área da educação?

A área da educação, é uma das áreas mais amplas existentes, podendo englobar diversos profissionais, com diferentes objetivos e funções, nas quais você verá logo abaixo!

Não se limitando somente às escolas e professores, a área da educação também conta com profissionais aptos a trabalhar na gestão escolar, treinar equipes em empresas, auxiliar na criação de softwares ou jogos educativos ou desenvolver materiais didáticos, nos quais ajudam no desenvolvimento de alunos, além de também, os professores, nos quais já foram citados.

Como foi possível perceber, a área da educação é extremamente ampla, fazendo com que, sempre tenha uma função ou vaga perfeita para aqueles que gostariam de adentrar na mesma, mas que não se imaginam como professores.

Como seguir uma carreira educacional

Algo que milhares de pessoas ainda têm dúvida, é em como seguir uma carreira na área da educação, entretanto, não chega a ser nada muito complexo, ou que saía do que já é esperado. 

Para conseguir seguir uma carreira educacional, como já é esperado, é necessário que você esteja formado, ou cursando, pedagogia, na qual é uma graduação com a duração de 4 anos, onde você sairá totalmente preparado para lidar com questões pedagógicas, e assim, poder trabalhar na área da educação.

Também vale citar que, após a sua formação, você deve pensar em alguma especialização, na qual você pode descobrir qual deseja fazer durante a própria faculdade, ou para outras pessoas, somente quando já estiver trabalhando, algo que é muito comum.

Entretanto, seja antes ou depois de começar a trabalhar, é de extrema importância que você escolha e faça uma especialização, para que você possa chegar exatamente naquele cargo que você tanto quer.

Também é importante citar que, existem alguns cargos, como auxiliar administrativo em escolas, nos quais, não necessitam que você seja formado em pedagogia, entretanto, tal formação pode ser um grande diferencial para você, quando comparado com os outros candidatos à vaga!

Escolha um segmento

Como foi citado mais acima, é de extrema importância que você escolha um segmento, ou seja, um objetivo, onde você quer chegar, e com isso, você se especialize para poder exercer a função deste segmento!

Lembre-se, é de extrema importância que você não pare de estudar após a conclusão da sua faculdade, sempre busque evoluir mais e mais, para que assim, você seja um grande sucesso, tanto na sua carreira, quanto como uma inspiração para os alunos.

Alguns dos segmentos que você pode seguir, após a faculdade, serão citados logo abaixo:

Educação escolar

Como já é esperado por todas as pessoas, a educação escolar se refere aos professores, nos quais, tem como objetivo, educar e ensinar os alunos.

Educação corporativa

A educação corporativa se baseia em auxiliar e treinar equipes de empresas, nos quais, ainda não têm a experiência exigida para exercerem suas funções sozinhos.

Educação digital

Uma das práticas e segmentos que mais cresceram por conta da pandemia, a educação digital se refere a ensinar e auxiliar, sejam alunos ou equipes, de maneira tecnológica, utilizando um método de ensino baseado na tecnologia.

Magistério

Magistérios se referem a professores, entretanto, não professores comuns, mas sim, aqueles que querem focar nas crianças mais novas, como as que podemos encontrar em creches e pré-escolas

Ongs

Na atualidade, existem diversas ongs nas quais tem como objetivo, auxiliar os alunos no processo de aprendizagem, na qual, acaba também se tornando um bom segmento.

Educação especial

A educação especial é o objetivo de muitas pessoas na atualidade, no qual, focam em ensinar alunos nos quais têm alguma deficiência, ou necessitam de alguma atenção a mais.

Pedagogia hospitalar

A pedagogia escolar veio para poder auxiliar aquelas crianças que acabam passando tempos nos hospitais, fazendo com que, a mesma se sinta mais incluída, e consiga aprender alguma coisa naquele ambiente.

Psicopedagogia

Tal segmento existe para poder identificar, diagnosticar e tratar problemas de aprendizagem, na qual milhares e milhares de crianças sofrem.

Capacite-se

É de extrema importância que você entenda o grande papel e influência que você terá, em relação aos seus alunos ou equipe, portanto, é de suma importância que você se capacite da maneira correta, seguindo tais passos:

Adquira experiência

Adquira experiência, seja estudando, ou no próprio trabalho, busque sempre experiência para evoluir na sua profissão, na qual, fará com que a equipe ou alunos que você está encarregado, evoluam juntos com você

Trace um plano de carreira

Seja ambicioso, trace um plano de carreira, planeje onde você quer chegar, e corra atrás destes objetivos, é de extrema importância que você nunca pare de estudar e aprender!

Como montar um kit de ferramentas básico?

Ter um kit de ferramentas básico em casa pode ser uma grande salvação em situações imprevisíveis. Utilizando os equipamentos que compõem o kit, problemas futuros poderão ser solucionados. Por isso, se você tem dúvida de quais ferramentas são importantes para se ter no kit de ferramentas, acompanhe o conteúdo.

Por que ter um kit básico de ferramentas?

A qualquer momento podem surgir pequenos problemas. E, por conseguinte, a manutenção precisa de ser realizada, porém essas tarefas são mais simples e não necessitam de um profissional da área para resolver. 

Sendo assim, o uso das ferramentas auxiliará a pessoa em consertos de equipamentos ou objetos que foram danificados de alguma forma.

Contudo, é importante saber reconhecer casos em que apenas utilizar o kit de ferramentas não será o suficiente.

Portanto, o kit básico realiza essas pequenas manutenções que podem ser necessárias eventualmente.  Porém, tenha em mente as tarefas que podem ser realizadas com uso deles. 

7 Ferramentas básicas para montar um kit

Agora chegou o momento, saiba as ferramentas básicas para montar o seu kit. Para isso, veja os subtópicos.

1. Chaves

Para fazer a escolha da chave ideal, é necessário conhecer os tipos de chave que existem, não é mesmo? Então, confira as próximas linhas.

Chave de fenda 

Essa chave é uma das mais conhecidas.  Ela é utilizada para consertos domésticos e apresenta a função de apertar parafusos.

Chave Philips

Assim como a chave de fenda, a chave philips também é utilizada em trabalhos domésticos. Porém, a philips apresenta uma ponta mais fina do que a de fenda. Então, esse tipo de chave tem função doméstica, porém não tem a capacidade de apertar com muita firmeza os parafusos, pois contém uma ponta mais fina.

2. Trena

Com a função de medir, a trena é um ótimo equipamento para se ter em um kit básico. Dessa forma, medições feitas de forma linear são realizadas com grande eficiência.  Por isso, para manter o espaço de sua casa mais planejado e organizado, a trena é uma ótima ferramenta.

3. Parafusadeira

Esse equipamento é usado para fixar, desenroscar ou apertar parafusos e rebites. Todos esses processos são realizados de maneira eficiente, sendo que os objetos fixados ficam extremamente firmes. Além disso, dá para utilizar a parafusadeira como furadeira. Para realizar essa ação é só trocar a ponteira. 

4. Furadeira

Esta ferramenta é capaz de perfurar metais, madeiras e concretos. Porém, isso vai depender da potência da furadeira. Quanto mais rígido for o material que será perfurado, mais potente a furadeira precisa ser para realizar o processo.

Criando relação com o tópico anterior, a furadeira pode ser utilizada como parafusadeira. Para isso, basta trocar a ponteira e realizar os procedimentos.

Sendo assim, ela se torna um excelente equipamento para se ter em casa. 

5. Alicates

Com o potencial de cortar materiais bem rígidos, como aço. O alicate se torna um item muito importante para se ter no kit de ferramentas. Além disso, essa ferramenta possui o “poder” de multiplicar a pressão exercida no cabo e transferir para sua cabeça. Ou seja, se uma pessoa apertar o seu cabo, essa força será multiplicada na cabeça do alicate.

Contudo, existem alguns tipos de alicate. Por isso, veja os seus tipos:

Alicate de pressão

Como o próprio nome sugere, o alicate de pressão é bastante usado para desapertar porcas e parafusos e pressionar peças e superfícies. 

Alicate de universal

O alicate universal tem a capacidade de dobrar chapas e fios. Contudo, também usa-se ele para apanhar parafusos e cortar objetos com a sua lâmina. Esse tipo de alicate possui diversos tamanhos.

Alicate de bico fino

Quando comparado ao alicate universal, o bico fino apresenta uma cabeça maior. Então, isso se reflete no alcance que esse tipo de alicate possui. Devido a esse fator, em restaurações de equipamentos eletrônicos, ele ganha bastante destaque.

6. Martelo

Tendo uma variedade de tipos, o martelo é essencial em um kit de ferramentas. O mais conhecido dentre os seus tipos é o martelo unha. Tal equipamento tem a função de remover pregos da superfície. Devido a isso, esse martelo possui duas regiões, sendo que uma delas tem a função remover pregos e outra de prender objetos. 

7. Lanternas 

Imprevistos acontecem, a queda da energia elétrica pode ser um problema. Em épocas chuvosas, em que se encontram muitos trovões e raios, cair a luz pode se tornar um evento recorrente. 

Sendo assim, para você não ficar no ambiente totalmente escuro, ter uma lanterna em seu kit de ferramentas poderá ser muito benéfico.

Por isso, esse tipo de equipamento pode garantir mais segurança e tranquilidade em momentos que ocorrem a queda de energia.

Portanto, agora que você tem a noção de quais são os equipamentos necessários para ter no seu kit de ferramentas básico, a realização de pequenas manutenções será mais simples e prática. Sendo assim, tenha bastante atenção na hora de adquirir essas ferramentas, escolha as que darão qualidade e eficiência na resolução de serviços. 

10 Blusas para garantir a elegância

Peças coringas são sempre bem-vindas nos guarda-roupas femininos! Muitas mulheres gostam de ter opções versáteis para compor seus looks e arrasar em qualquer ocasião ou evento.

Qual peça poderia ser mais eclética do que as blusas femininas? Elas são tão práticas para combinar e vestir que ganham uma atenção especial. 

Isso acontece devido à facilidade de transformar peças clássicas em sociais, despojadas, elegantes e muitas outras opções apenas mudando acessórios e peças de acompanhamento.

Tipos de peças mais elegantes

É possível ficar bem vestida e chique com a roupa certa para cada situação, por isso, selecionamos alguns modelos fabulosos para você se inspirar.

Blusas sociais

São boas opções para variar as camisas de botões, não apenas em ambientes corporativos, visto que podem compor diversos looks elegantes e com muito estilo. 

Seus modelos, geralmente, não muito justos, trazem leveza e classe. Com tecido mais estruturado e corte acentuado, esse estilo imita a camisa em modelo de blusa.

Blusas de renda

A renda deixa qualquer visual mais sofisticado. Ela traz delicadeza e sensualidade de maneira sutil. Com diversas opções de cores e lavagens, as peças desse tipo podem ser no tecido rendado ou apenas ter alguns detalhes com o adereço.

Modelos com renda podem ser utilizados em ambiente profissional, eventos ou mesmo no dia a dia.

Blusas em crepe

O crepe é um tecido bem leve, opaco e de textura rugosa. Com apresentação requintada, é uma ótima pedida para looks mais formais. 

Há modelos de alcinha, regata, manga longa, curta ou média. Alguns detalhes, como laços, transpassados, apliques e costuras agregam também no visual.

Blusas Brancas

O branco transmite seriedade e poder. Além disso, é neutro e clean, combina com todas as cores, principalmente com azul, vermelho e preto. 

De acordo com a  consultora de moda Karla Alves, quando uma mulher veste uma blusa branca, passará por meio de seu visual percepções de sofisticação, elegância, responsabilidade e tradicionalismo.

 

Blusas pretas

Preto é uma cor universal, por isso fica bem com todas as outras tonalidades, principalmente as quentes, como laranja, rosa, vermelho ou amarelo.

As blusas pretas nunca saem de moda e caem bem em qualquer estação. Além disso, o preto causa impressão de um corpo mais magro, valorizando a silhueta. 

Blusas de cetim

Originário da China, o cetim é formado de seda e lã. Um dos seus lados é brilhante e o outro fosco, geralmente, feito de poliéster.

Com modelagem soltinha, fina e confortável, esse tecido é perfeito para blusas de mulheres conservadoras e estilosas. 

Blusas de seda

Com visual similar ao cetim, a seda é uma fibra, como o algodão ou o poliéster, porém, mais nobre. O tecido é famoso por sua maciez, brilho, beleza e aparência luxuosa.

Este tecido nobre é capaz de manter o corpo aquecido no inverno e fresco no verão, sendo a matéria-prima de vestuário natural mais vendida no mundo. Blusas e camisas feitas dele raramente são justas e, geralmente, utilizadas em ocasiões especiais e de alto escalão.

Blusas customizadas

Peças  individuais e únicas estão em alta. Assim, surgiu a moda tie dye (manchada). Além dela, bordados à mão, aplicações de pérolas, miçangas, correntes e outros acessórios ganharam força no mercado nos últimos tempos.

A moda destroyed (roupas com rasgos e cortes), apesar de possuir um ar mais despojado, também se popularizou mesmo em eventos famosos. 

Blusas peplum

O peplum é um babado que fornece volume extra a algumas blusas entre o quadril e a cintura. Perfeito para disfarçar a barriguinha, fica ótimo com saias justas ou mesmo calças sociais ou jeans. 

Blusas desse tipo podem ser utilizadas de diversas maneiras. Algumas peças são de tecido mais maleável, outras de matérias-primas mais firmes. Indiferente à qual for sua opção, o visual elegante é garantido.

Camisas

Similares às blusas sociais, podem ser de diversos tecidos e cores. Geralmente, possuem punhos mais justos do que o restante da modelagem. Com fechamento por meio de botões frontais, a peça é alinhada, chique e bem-apresentada para diversas situações.

Maneiras de usar a mesma blusa

É possível utilizar as blusas sociais por dentro, fora da calça ou ainda de forma mista, prendendo apenas a parte frontal, deixando o restante com um estilo mais soltinho. 

Além disso, é possível utilizá-las com short, saia midi, justa, evasê, rodada, plissada, calça social ou comum e ainda sobrepor peças, como vestidos.

Para mudar o look, ou mesmo para usar em dias mais frios, pode-se acrescentar à blusa um blazer, um casaco, sobretudo ou cardigã. 

O calçado também faz toda a diferença no visual que irá compor. Você pode usar botas, sapatos de salto, anabelas, tamancos, mules, sandálias ou o que preferir, pois são muito versáteis.

Golas, colares, brincos e acessórios de cabelo também podem valorizar o seu visual com blusas, podendo escolher o que melhor combina com a temperatura e sua personalidade.

Fica mais fácil acertar na hora de montar um look com essas opções lindas, elegantes e sofisticadas! Salve essas dicas para consultar sempre que precisar. Compartilhe também com aquelas amigas que amam estar bem vestidas, assim como você!

COMO FICAR ELEGANTE E QUENTE NESTE INVERNO

Jaquetas e botas de neve realmente não encantam fashionista, mas você não quer sacrificar seu conforto e segurança por roupas elegantes que o deixam exposto ao frio. Então, o que uma mulher elegante que vive em um clima frio pode fazer?

Descobrir como se manter quente e com estilo não é tão difícil quanto parece. Com truques simples, como colocar roupas em camadas e escolher materiais quentes, você pode arrasar na moda feminina de inverno das butiques sem congelar. Aqui estão 11 dicas a seguir para ficar bonito enquanto fica aconchegante neste inverno.

Mantenha seu corpo aquecido

 

As bochechas e o nariz rosados ​​vêm com o território de inverno, mas manter seu corpo quente e aconchegante torna a explosão no inverno mais tolerável. Claro, você quer cobrir suas extremidades – no entanto, um núcleo quente agradável aquece todo o seu corpo. Concentre-se na sua camada básica de roupas para garantir que elas ajudem a isolá-lo contra o vento frio que você enfrenta ao ar livre. Uma maneira de manter seu núcleo aquecido é adicionando um colete à sua roupa.

Comece uma organização das roupas de inverno 

 O inverno é o momento perfeito para brincar com diferentes combinações de roupas. Ter uma grande variedade de roupas quentes que você pode combinar com roupas fofas facilita a preparação para sair de casa. As peças neutras são mais fáceis de combinar e combinar, mas algumas peças coloridas também funcionarão para sua coleção de roupas de inverno.

O que você deve incluir no seu guarda-roupa de inverno? Essas opções são versáteis e acolhedoras:

  • Jeans skinny para combinar com botas
  • Camisolas de caxemira
  • Camisolas grandes e grossas
  • Camisetas finas de mangas compridas
  • Camisas de botão
  • Vestidos grossos de mangas compridas
  • Vestidos de camisola
  • Blazers
  • Botas até o joelho
  • Um casaco quente
  • Meias de lã

Comece olhando pelo seu armário para ver o que você já tem. Pense em como você pode adaptar novamente as roupas de clima quente para uso durante os meses de inverno.

Por exemplo, use tops de mangas curtas por baixo de peças de mangas compridas para criar uma aparência pronta para o inverno que não deixe seus braços expostos. As saias podem servir como uma camada sobre as perneiras para bloquear o vento e dar ao seu estilo um toque feminino. Depois de saber quais peças do seu guarda-roupa existente você usará, complete sua coleção com novos itens de roupa projetados para mantê-lo aquecido.

Separe as roupas mais quentes das mais leves

 

Camadas para se aquecer é um princípio antigo que sempre será verdadeiro. Além disso, o visual em camadas está sempre aparente, então você ficará moderno quando combinar suas blusas favoritas com blusas e seus vestidos de inverno com leggings. Você não apenas obtém isolamento extra de suas camadas adicionais, mas também pode retirar algumas camadas quando chegar ao seu destino interno aquecido. Se você se encontrar em uma sala fria ou precisar voltar para o exterior, simplesmente recoloque as peças que removeu.

Camadas são realmente mais tentativa e erro do que seguir um conjunto exato de regras. Você pode testar diferentes combinações até encontrar uma boa mistura de roupas que também o mantenha confortável e quente. Camadas com sucesso significam que a roupa fica ótima e confortável, sem restrições ou volumosa.

A maioria das pessoas começa com a camada base, que serve de base para a sua aparência. Lembre-se: se você começar a lançar camadas, pode acabar sendo o que todo mundo vê, então escolha sabiamente. Você quer uma camada de base que possa se sustentar sozinha. Também é inteligente escolher roupas finas e ajustadas para essa camada, para que você não comece muito volumoso.

Se você está realmente preocupado em se aquecer, pode começar com roupas compridas ou roupas térmicas. Johns longos percorreram um longo caminho ao longo dos anos. Novos tecidos finos, macios e confortáveis, tornando-os práticos de usar como uma camada de base sob as roupas do dia a dia. Você pode deslizar a calça por baixo do seu par favorito de calça jeans ou calça social. A camada térmica superior é tão fina que pode ficar sob a maioria das partes superiores, mesmo as ajustadas.

Depois de colocar a camada base, você estará pronto para a camada intermediária. É aqui que você pode ser criativo com uma mistura de texturas, cores e padrões para criar uma aparência única. Às vezes, sua camada intermediária pode incluir algumas peças. Por exemplo, você pode ter um tee como sua camada base. No meio, você pode adicionar uma camisa de botão e um suéter. Essas camadas não apenas estabelecem o visual do seu conjunto, mas também o cobrem com mais material, o que aumenta a sensação de calor.

Sua camada superior é sua roupa. Mesmo se você não passar horas fora no inverno, provavelmente passará um pouco de tempo no frio durante o trajeto ou durante várias atividades. Ter uma elegante camada externa protege você dos ventos fortes.

 

Aqui estão algumas dicas adicionais para colocar suas roupas de inverno em camadas:

 

  • Experimente um visual monocromático:  Não sabe ao certo quais peças devem ser colocadas juntas? Ir com uma única cor para uma aparência monocromática é uma escolha segura. No entanto, não tente combinar exatamente os tons. Emparelhe diferentes tons da mesma cor, como cinzas, para obter uma aparência elegante.
  • Trabalhar com texturas variadas:  você pode ficar com uma tonalidade básica, mas não precisa tornar tudo muito adequado. Emparelhe camadas com diferentes texturas e tipos de tecido para dar vida à sua roupa. Você pode combinar calças elegantes de couro com uma blusa de malha e um casaco de pele falsa, por exemplo. 
  • Quebrar sólidos com padrões:  uma peça padronizada pode se tornar o ponto focal de sua roupa e quebrar uma grande faixa de cores sólidas. Cubra uma roupa monocromática com um cachecol ou jaqueta estampada, por exemplo. 
  • Observe os comprimentos: o  comprimento é importante ao escolher suas camadas. Peças que atingem pontos diferentes ajudam a criar uma aparência texturizada com dimensão, mas você não quer que tudo seja longo ou largo. Colocar um suéter ou camisa cortada sobre uma camada mais longa oferece uma variação maior se muitas de suas peças forem mais longas.
  • Evite camadas muito apertadas:  você pode pensar que apertar é melhor, mas deixar um pouco de espaço para o ar fluir entre as camadas pode realmente mantê-lo mais quente. 
  • Dê a cada camada um objetivo:  muitas camadas podem deixar você se sentindo volumoso e quente. Além disso, nem sempre é lisonjeiro ter muitas roupas empilhadas. Escolha cada peça estrategicamente para funcionalidade e estilo.
  • Atenha-se a uma camada grossa: a  maioria das camadas deve ser fina e leve para evitar que você se sinta inchado. Se você deseja uma camada mais grossa, como um suéter de malha, mantenha-a em apenas uma – e coloque-a em cima para obter a melhor aparência. 
  • Use um cinto para modelar:  você pode adicionar um cinto a praticamente qualquer visual em camadas para deixar a roupa instantaneamente mais elegante. Emparelhe um cinto com um suéter grosso, cardigã em camadas ou jaqueta para um efeito de emagrecimento.

 

Precisa de alguns exemplos específicos de como criar um trabalho em camadas elegante para os meses mais frios? Experimente estes looks:

 

    • Uma camisa de botão, blusa, poncho ou casaco e jeans
    • Um suéter de grandes dimensões, casaco com cinto e perneiras
    • Uma camiseta listrada de mangas compridas, blusa de moletom, calça skinny, mini-saia e um casaco de lã
    • Uma camiseta, cardigã, colete de pele e jeans skinny
    • Uma camisa de botão ou camiseta de mangas compridas, suéter cortado e jeans skinny
    • Uma túnica ou vestido rendado, camisa de botão aberta, cardigã e leggings
    • Um blazer com zíper ou abotoado sobre uma camisa e calça mais compridas

 

Escolha tecidos quentes e elegantes 

 

 

Pense em suas peças favoritas em seu guarda-roupa atual. Alguns se sentem naturalmente mais quentes que outros, certo? Às vezes, não é sobre o estilo de roupa que você escolhe, mas o tecido. No entanto, nem todo tecido quente é tão elegante quanto outros materiais.

Por exemplo, o velo é aconchegante e macio, mas você não vai aparecer em um casamento no inverno ou em uma festa formal usando um moletom com capuz. Mas isso não quer dizer que o velo não tenha lugar no seu guarda-roupa de inverno. As leggings de lã podem manter as pernas quentinhas e fazer uma adição elegante aos seus vestidos de inverno ou looks em camadas. Fazer uma declaração de moda no inverno é saber quais materiais escolher e como usá-los.  

Algumas opções incluem:

 

  • Peles artificiais:  você pode usar peles artificiais sem culpa, e é uma adição quente e aconchegante ao seu conjunto. Os detalhes em peles artificiais nos casacos e acessórios de inverno ajudam a resistir a temperaturas frias ao ar livre. Você também pode usar um colete de pele sintética ou outros itens para ficar quentinho dentro de casa enquanto dá textura à sua roupa.
  • Couro: o  couro é durável, quente e ajuda a protegê-lo dos elementos quando você está ao ar livre. Você pode encontrar várias peças de couro da moda tanto para roupas de fora quanto para peças de roupas comuns.
  • Veludo e veludo: o  veludo e o veludo oferecem um visual mais elegante do que alguns tecidos quentes – apenas certifique-se de observar a espessura do tecido para determinar o quão quente será. 
  • Seda:  você não vai querer usar uma blusa de seda sem casaco no meio de uma tempestade de neve, mas o tecido forte e natural pode ajudá-lo a se vestir sem congelar. É perfeito para a sua camada intermediária.

 

Looks elegantes para dias frios

Na primavera ou no verão, você pega seu vestido favorito em ocasiões especiais. O inverno torna o vestuário formal um pouco mais desafiador. Se você precisa se arrumar para o trabalho ou um evento especial, pregar a sua aparência elegante no inverno exige algum trabalho.

Se você não pode se separar de seus vestidos quando quiser ter a melhor aparência, pense em como pode deixá-los prontos para o inverno. Alguns de seus vestidos de verão ou outono podem ser adequados para o inverno, se as cores e os padrões se ajustarem à estação. Use os princípios de camadas para o inverno para se aquecer em seu vestido favorito. Uma maneira de fazer isso é cobrir as pernas com  meias  ou leggings quentes e manter a parte de cima quente com um cardigã ou blusa fofa . 

Se você se vestir muito no inverno, invista em alguns vestidos de mangas compridas para ficar ainda mais aconchegante. Vestidos com bainhas mais longas também protegem as pernas dos ventos frios enquanto você estiver ao ar livre.  

Os vestidos não são a única maneira de aprimorar sua aparência de inverno – escolha tecidos luxuosos para seus tops e calças também. Veludo, veludo, seda e caxemira são algumas opções. Você também pode obter uma aparência glamourosa com peças que brilham com toques deslumbrantes.

Não se esqueça do poder dos acessórios também! Um colar ou par de brincos perfeitamente escolhidos atualiza instantaneamente a aparência de sua roupa – ou um cachecol ou chapéu da moda no inverno. 

Escolha o casaco quente

Seu casaco de inverno é a pedra angular da sua aparência enquanto você desfruta de atividades ao ar livre no inverno, pegando o ônibus para trabalhar ou andando entre lojas no fim de semana. Casacos grandes e fofos podem fazer você se sentir como um marshmallow, mas você não quer sacrificar seu calor apenas para ficar na moda. Algumas pessoas optam por dois casacos de inverno: um que seja grosso, quente e prático e outro que esteja na moda e na moda com um visual personalizado. Se você se veste muito no inverno, convém usar um casaco mais elegante. 

Mesmo que você pratique com um casaco super quente, pode encontrar um que seja um pouco mais moderno com recursos que o mantêm confortável. Agora, muitas jaquetas têm um perfil mais fino sem sacrificar o calor, graças aos avanços no isolamento e no enchimento, o que evita que você se sinta inchado demais. Um cinto dá forma ao casaco, para que você se sinta um pouco mais elegante.

O comprimento é importante. Um casaco mais longo mantém as costas e as pernas quentes, especialmente em dias de vento. Procure um capuz para manter o pescoço e a cabeça quentes. Um com pelo sintético acrescenta um pouco mais de isolamento e estilo. Outra característica prática é uma concha externa à prova d’água para mantê-lo seco.

Sempre experimente o casaco de inverno enquanto veste o tipo de roupa que você pode usar em um dia normal. Se o casaco for justo e confortável quando você estiver vestindo apenas uma camiseta fina, talvez não seja possível fechar com seu suéter aconchegante favorito e algumas outras camadas. Ao mesmo tempo, um casaco muito grande deixa um espaço ao longo do fundo e pode deixar entrar ar frio. Encontre o tamanho certo para trabalhar com diferentes roupas que você veste.

Escolha o calçado correto

As botas estão sempre na moda e são a melhor maneira de manter os pés, tornozelos e panturrilhas quentes. Quanto maior o corte da bota, mais calor você recebe. As botas da moda funcionam bem sob condições de inverno seco, mas quando as coisas ficam nevadas, opte por um par de botas de neve da moda com um perfil fino e detalhes decorativos. Peles artificiais na parte superior ajudam a manter o frio e adicionam um toque elegante. Se você não gosta da aparência de botas ou trabalha em um escritório que não as permite, use uma bota quente durante o trajeto e troque de sapatos quando chegar.

Ao planejar seu calçado de inverno, não esqueça as meias. A lã é uma escolha inteligente para os meses frios. Seus pés permanecem secos porque a lã retira a umidade da pele – você pode até obter meias finas de lã que se encaixam perfeitamente com as botas normais. Camada de meias, se você precisar de calor extra. Meias longas que se destacam acima de suas botas são um sotaque fofo para sua aparência geral. Você também pode obter palmilhas de cisalhamento confortáveis ​​para obter uma camada extra de calor sob os pés.

Acessórios corretos para o clima

Os três principais acessórios para clima frio são um chapéu, luvas e um cachecol. A boa notícia é que, com tantas opções de estilo disponíveis, você pode encontrar cada uma dessas peças em um visual moderno que também mantém o frio sob controle.

 Um chapéu pode ser um dos maiores ajudantes para mantê-lo aquecido. Se você está pensando em largar o chapéu para evitar um dia ruim de cabelo, considere que poderá perder até 50% do calor do corpo se não cobrir a cabeça em condições frias. Faça algumas compras para encontrar um chapéu de inverno quente que faça você se sentir bem e prenda o calor do corpo. Escolha um gorro com um enorme pompom por cima ou um chapéu brilhante com um padrão divertido.  

Se você ama sua tecnologia, opte por um par de luvas compatíveis com as telas. Você pode deslizar, rolar e digitar o quanto quiser, sem expor os dedos ao frio.

Lenços são um acessório de moda de destaque com o bônus de mantê-lo aquecido. Procure um cachecol grosso e superdimensionado para obter os melhores resultados. A melhor coisa sobre lenços é quantas maneiras você pode usá-lo. Coloque-o em volta do pescoço, amarre-o ou deixe-o cair para baixo – o calor ainda está lá, não importa como você o estilize. Em dias frios, você pode prender o lenço mais perto do pescoço e cobrir parte do rosto.

Um acessório de inverno que você talvez não considere é um par de óculos de sol. As máscaras não o aquecerão, mas protegerão seus espiadores nos dias de inverno. Além disso, a luz do sol refletida na neve pode ser particularmente dura. Escolha um par divertido com molduras ousadas para adicionar um toque elegante ao seu conjunto.

Equilibre suas peças

É tentador vestir todas as peças das roupas que você possui, mas é importante garantir que essas peças também fiquem bem juntas. Uma estratégia é combinar roupas ajustadas com peças soltas ou volumosas. Por exemplo, se você usar um suéter grande e aconchegante por cima, use calças legging ou justas na parte de baixo. Se você usar uma blusa sob medida, equilibre-a com calças mais largas. A mesma idéia funciona para o seu vestuário. Emparelhe botas grossas com uma jaqueta mais justa.

Suas peças de roupa principais devem ser tecidos quentes com desenhos práticos, mas isso não significa que você não pode se divertir um pouco com detalhes em suas roupas e agasalhos. Escolha alguns toques femininos para mantê-lo na moda.

Por exemplo, você pode escolher um suéter com uma sobreposição de renda na parte superior ou uma camisola de renda que se destaque ao longo da parte inferior do seu suéter. Um cinto colorido é outra opção. Esses toques não necessariamente ajudam no fator de isolamento, mas aquecem seu estilo. 

Agora que você sabe como se aquecer e ficar bonita, é hora de encontrar aquelas peças quentes e elegantes para complementar seu guarda-roupa atual e ajudá-lo a escolher o visual do inverno. Confira as últimas modas na Boutique do armário da minha irmã. Nossas opções de moda de inverno para mulheres acessíveis estão na moda, alegres e fáceis de usar todos os dias

Com as peças certas e um pouco de prática, você será um profissional em vestir-se para o inverno na moda.   

 

 

Como escolher imagens de qualidade para material impresso

Quando uma impressão é realizada não tem nada mais frustrante do que ver a imagem sem qualidade, ou seja, borrada, tremida, sem ser observada com nitidez.

Se essa imagem for para uso próprio já é péssimo, imagine para uma marca. 

Um folder, cartão de visita ou convite por exemplo, com qualidade, chama a atenção, valoriza a marca. Por isso, é tão importante prezar por produzir peças bem feitas.

Dessa maneira, a escolha de imagens de qualidade é um ponto chave no sucesso do material.

Para evitar qualquer tipo de transtorno, há algumas medidas que devem ser tomadas na hora de escolher imagens de qualidade para o material impresso. Você sabe quais são?

 

Dicas para escolher a imagem certa para o material impresso

 

Escolha Imagens de Alta Qualidade 

Quando você for escolher uma imagem na Internet, você precisa se atentar à sua resolução. Dependendo do tamanho da sua peça gráfica, até mesmo uma imagem que aparentava ser de qualidade na tela do computador, pode acabar “pixalizando” quando for impressa.

O padrão de qualidade seguido atualmente é de 300 dpi com as cores para impressão em CMYK.

 

Otimize a Imagem escolhida

Não use efeitos de sombras ou degradês dentro do programa que você está usando para finalizar o arquivo.

O local certo de fazer isso é no programa de tratamento de imagens. Dessa forma, depois, a imagem deve ser adicionada no arquivo final como bitmap. 

Fazendo o contrário você pode acabar aumentando o tamanho do arquivo sem necessidade e assim, aumentar o tempo de renderização e o de impressão.

 

Atente-se ao uso das cores

O uso das cores é fundamental para a empresa. Cada cor tem uma referência ideal.

Por exemplo, o azul claro e o branco transmitem paz. Já o vermelho e o amarelo estão associados a fome, por isso são muito usadas pelo Burger King e o Mc Donalds por exemplo.

Defina a melhor cor para compor a sua imagem. Uma cor que se identifique com a identidade da empresa e transmita o real valor que se deseja.

 

Boa imagem que represente a empresa

A representatividade fala alto nessa questão. 

É preciso que através da imagem os valores da empresa sejam passados.

Se você é uma empresa clean, organizada, não adianta colocar uma imagem poluída, com muita informação.

Aproxime-se ao máximo quem você é (empresa) da sua imagem.

 

Padrão de Cores

Essa é uma hora que de fato é preciso tomar muito cuidado. O padrão de impressão é o CMYK (Cyan, Magenta, Yellow e Black, em inglês), mas a tela do computador ou celular mostra as imagens em RGB (Red, Green, Blue). 

Para conseguir visualizar uma cor certa, é preciso trabalhar com a escala cromática correta, por exemplo, a Pantone, correta no editor de imagem ou no software escolhido.

 

Chegou a hora da Impressão

Se o seu trabalho foi bem feito até aqui, não há muito o que temer. 

Uma dica é fechar o arquivo na extensão ,pdf para impressão. Tenha cuidado na hora de fechar o arquivo para não cometer nenhum erro. 

Como ideias de software  utilize o CorelDraw, Indesign ou Illustrator.

Gostou das dicas? Se ficou alguma dúvida, não deixe de perguntar.

Como criar conteúdo de notícias cativante para o seu blog

Você quase poderia chamá-lo de “jogo de blog” no oeste selvagem da arena de conteúdo da Internet. Todo mundo está tentando competir entre si por um blog mais viral, compartilhado e mais amado. Se você escreve no blog, obviamente está competindo – ou deveria estar. Procurar ótimas idéias para criar e escrever peças incríveis de blogs pode ser assustador às vezes. Você esgotou suas dicas de bricolage favoritas, escreveu várias listas de instruções e apresentou alguns de seus produtos. No entanto, você pode achar que está preso ou precisar de algo um pouco mais do que dicas e ajuda para seus clientes. Uma ótima maneira de ter um ótimo conteúdo e mantê-lo atualizado é escrever conteúdo de notícias para o seu blog.

Conteúdo de Notícias? Verdade?

Sim! Isso oferece uma ótima oportunidade para você escrever sobre as notícias que estão acontecendo no seu setor ou destacar algumas notícias populares e como elas afetam você e seus clientes. Vou dar uma olhada rápida em como você pode, não apenas criar conteúdo de notícias para o seu blog, mas como criar conteúdo cativante.

1. Crie um título cativante para o seu blog. A primeira parte mais importante de qualquer artigo de notícias é a criação de um título cativante para a publicação. Isso vale para blogs regulares e de notícias, porque você deseja e precisa que as pessoas cliquem no link para ler sua postagem. Ao escrever um título, verifique se é informativo, informando aos clientes sobre o que será o blog. Você também deve se certificar de que ele tenha um pouco de cliffhanger, fazendo as pessoas desejarem aprender sobre a história por trás de seu título astuto. Você pode escrevê-lo em um formato de pergunta , mostrando que responderá à pergunta ou poderá torná-la pessoal adicionando “você” ou “seu” ao título. Ao escrever um, sempre verifique se o título corresponde ao conteúdo do seu conteúdo, não engane os leitores!

2. Comece sempre com os fatos primeiro. De acordo com o Copyblogger , quando você escreve uma notícia para o seu blog, precisa primeiro começar com os fatos. O Copyblogger sugere que você forneça aos leitores as informações que eles desejam no início de sua postagem e resuma a história em vinte a trinta palavras. As pessoas apreciarão isso porque muitos simplesmente querem os fatos antes de chegarem às opiniões ou à versão editorial da história. Depois de dar os fatos, você pode analisá-los e discuti-los, dando sua opinião ou informando como essas informações afetarão seus leitores.

3. Use Presente, Ou Ativo, Tenso. No mesmo artigo mencionado acima, o Copyblogger incentiva as pessoas que estão escrevendo notícias a usar o tempo presente ou ativo em vez do tempo passado. Isso faz com que a história e os fatos tenham mais impacto sobre os leitores. Também levará muito mais tempo para uma pessoa ler a versão do passado de uma frase do que um tempo ativo.

4. Mantenha o blog sem jargões. Quando você está escrevendo sobre notícias no seu setor, é uma boa ideia evitar o uso de jargões na postagem. Isso ajudará a facilitar a leitura e o entendimento para seus clientes. Certamente, alguns de seus clientes podem entender o jargão, mas é sempre aconselhável facilitar a leitura de seu conteúdo para qualquer pessoa que aconteça em seu site. Manter suas postagens sem jargões não é apenas uma ótima idéia para notícias, mas também é excelente para todas e quaisquer outras postagens de blog que você criar no futuro.

5. Sempre escreva os acrônimos no começo. Outro ponto excelente do artigo do Copyblogger é que você precisa especificar quaisquer acrônimos que planeja usar no início da postagem. Quando eu começo um post sobre otimização de mecanismo de pesquisa (SEO) ou a página de resultados do mecanismo de pesquisa (SERP), sempre certifico-me de escrevê-las todas primeiro. Como você percebe, coloquei SEO e SERP entre parênteses. Isso significa que você saberá que SEO significa otimização de mecanismo de pesquisa e SERP significa página de resultados de mecanismo de pesquisa. Se eu usá-las posteriormente no post, posso economizar em palavras simplesmente usando os acrônimos. No entanto, agora você sabe o que eles significam. Faça isso com os acrônimos que planeja usar para a sua notícia.

6. Faça sua pesquisa e verifique sempre os fatos. Quando você está escrevendo uma notícia, sempre quer ter certeza de citar os fatos da história. No entanto, você precisa se certificar de fazer sua pesquisa e verificar várias informações. Isso ajudará a garantir que você saiba tudo sobre o tópico, impedindo-o de cometer um erro e parecendo que está fabricando fatos para sua postagem.

Como escreve o Social Media Examiner , manter os fatos corretos é importante, independentemente do tipo de blog que você está escrevendo, mas é especialmente importante para as notícias. Se você não verificar de fato, provavelmente será recebido com alguns comentários de trolls, apontando como sua postagem está errada. A verificação de fatos o ajudará a evitar o maior número possível de comentários de trolls!

7. Siga os quatro “Cs” do conteúdo cativante. Ao escrever sua notícia, certifique-se de seguir os quatro “Cs” da criação de conteúdo cativante do Buffer. Esses são:

  • Claro
  • Conciso
  • Atraente
  • Credível

Isso não apenas o ajudará a criar uma notícia atraente, mas também a garantir que você esteja escrevendo algo que mostre que você é confiável. É importante ser uma fonte confiável quando alguém está lendo sua notícia, porque os clientes têm mais probabilidade de ouvir suas idéias sobre a história. Isso pode até incentivá-los a escolher você e usar sua empresa para as diversas necessidades.

8. Tenha sempre alguém para revisar seu trabalho. Os editores de cópias são ótimos, não importa o que você está escrevendo, porque capturam todos esses erros traquinas que passam depois que você revisa seu trabalho. Quando se trata de uma notícia, um copiador pode ajudá-lo a reformular os itens ou apontar algumas coisas que podem não funcionar em sua matéria.

Até a próxima vez

Tente criar uma excelente e cativante notícia para sua próxima postagem no blog. Você pode até publicar um conteúdo de notícias uma ou duas vezes por mês, fornecendo aos clientes informações excelentes em intervalos regulares. Uma notícia é uma ótima maneira de atualizar seu conteúdo, oferecendo aos clientes algo de imenso valor. Experimente e veja o quanto seus clientes gostam!

Saiba tudo sobre o Banco Itaú

Provavelmente você já teve uma conta no Itaú ou conhece alguma pessoa que tem ou já teve, correto? Esse é um dos bancos mais tradicionais do Brasil e hoje vamos falar um pouco sobre o Banco Itaú.

O Itaú foi fundado em 1942 por João Moreira Salles e Alfredo Egydio de Souza Aranha em Poços de Caldas, Minas Gerais. Naquela época, o banco Itaú era chamado de Casa Central de Crédito e o Unibanco era conhecido como Casa Moreira Salles e em 1960 teve a junção entre os dois bancos.

Para entender um pouco melhor sobre essa junção, o Unibanco era um banco que oferecia serviços financeiros tradicionais até se unir ao Itaú e acabar virando o Itaú Unibanco Holding S.A. Antes da junção, o Unibanco além de oferecer os serviços financeiros, também vendia calçados e louças em sua sede em Minas Gerais.

Entre muitas funções e aquisições, apenas em 2008 foi oficializada a junção e virar realmente Itaú Unibanco. Hoje com 75 anos de existência, o Banco Itaú é considerado o maior banco privado da américa latina e um dos maiores do mundo todo. Seus números, atualmente, giram em torno de:

  • 51 milhões de clientes no varejo (juntando as contas físicas e jurídicas); 
  • 4.700 agências do banco Itaú no Brasil e no exterior;
  • Mais de 90 mil colaboradores;
  • Atuação em 21 países;
  • Mais de 95 mil acionistas.

Hoje um banco gigante como o Itaú, tem diversos serviços que podem ser feitos tanto em agências como pelo computador ou celular. Por exemplo, você pode abrir uma conta sem sair da sua casa, com o aplicativo do banco Itaú. Basta fazer o download do aplicativo tanto na Apple Store quanto na Play Store e em apenas alguns minutos, você tem a sua conta aberta.

Você também tem um cartão de crédito que pode ser usado internacionalmente. Com a facilidade do banco Itaú, você pode coordenar os seus limites e saques com cartão de crédito, diretamente pelo aplicativo. De fato, o banco Itaú vem usando muito bem a tecnologia por esse lado. 

Além do mais, os chatbots do Itaú são muito bem feitos, você não precisa ir até uma agência para resolver os seus problemas, quando você pode fazer isso diretamente pelo aplicativo do banco. 

Para empréstimos e financiamentos, o banco Itaú também é gigante. Com taxas de juros que se equiparam com as do mercado e condições ótimas para pagamento desses financiamentos. Vendo todas as vantagens, da até vontade de abrir uma conta no banco Itaú, né? 

Como utilizar as mídias sociais para aumentar suas vendas

Conseguir extrair resultados reais das redes sociais é um desafio para muitas empresas pequenas, mídias e grandes enfrentamentos, com pouco ou quase nenhum sucesso.

Porque trabalhar com as redes sociais vai muito além de criar registros e publicar conteúdos que apenas exaltam a qualidade do seu produto.

Veja a seguir dicas importantes que ajudarão a melhorar seus resultados, e consequentemente suas vendas, através das mídias sociais.

Invista em conteúdo realmente relevante

Uma quantidade de informação à disposição dos usuários da Internet em geral é gigante, mas isso não significa que todo o conteúdo publicado em sites e mídias sociais seja de boa qualidade.

Para que você consiga extrair os melhores resultados através de redes sociais, é necessário dedicar o conteúdo extremo à qualidade.

E quando falho em qualidade não estou me referindo apenas aos aspectos técnicos que devem ser levados em conta na hora de produzir conteúdo.

Eu refiro a qualidade do conteúdo em si, da informação que você vai transmitir para as pessoas que acompanham.

Por isso, o seu conteúdo precisa estar alinhado com o público-alvo do seu negócio, sendo útil para essas pessoas, respondendo às suas dúvidas e ensinando-os a usar seus produtos, além de exibir seus benefícios.

Fazendo isso você certamente sairá da frente de grande parte dos seus concorrentes.

Seja ativo nos grupos e comunidades

Os grupos de usuários que compartilham um mesmo interesse são um excelente local para encontrar pessoas que são o seu público-alvo.

O Facebook, por exemplo, possui uma infinidade de grupos onde é possível encontrar pessoas com mais interesses diversos.

Então, você precisa participar desses grupos de maneira ativa, interagindo com os usuários, respondendo a dúvidas e tudo o que mais estiver relacionado ao seu negócio.

Essa é uma excelente forma de prospectar clientes e iniciar um relacionamento com foco na colaboração e na reciprocidade.

Trabalhe com uma ferramenta de gestão de mídias sociais

gestão de mídias sociais

A forma como você gerencia suas mídias sociais, e como você gerencia cada uma delas, pode ser determinante para que você consiga aumentar como suas vendas com o auxílio dessas plataformas.

Agora imagine que você, ou seu negócio, tem perfis em 5 redes sociais e precisa publicar conteúdo, interagir com outros perfis, responder a perguntas e analisar o desempenho de suas publicações.

E além de tudo isso, ainda como suas atividades do dia a dia para executar.

Parece latente, e realmente pode ser se você não automatizar esse processo.

Para isso existem várias ferramentas de gestão de redes sociais onde você tem as informações centralizadas em um único ambiente, que pode ser acessado a qualquer hora e em qualquer lugar.

Isso pode fazer toda a diferença na sua rotina e consequentemente nos resultados do seu negócio.

Distribua o seu conteúdo para quem ainda não te conhece

Poucas empresas adotam a distribuição estratégica de conteúdo nas redes sociais, e acabam desperdiçando um potencial enorme.

Essa estratégia tem como objetivo principal fazer com que as suas publicações do Facebook e Instagram sejam exibidas para o maior número de pessoas possível, independente dessas pessoas se tornarem seus seguidores ou não.

Com isso, muito mais pessoas vão conhecer seu negócio, e quando você faz uma campanha de natal ou Black Friday, por exemplo, como chances de que as pessoas acabem compreendendo você e não um desconhecido são muito maiores.

Para colocar essa estratégia em prática é muito simples. Basta criar uma campanha de envolvimento no Facebook, e em vez de fazer uso, utilizar como publicações do seu perfil.

Esse tipo de ação pode alavancar muito as vendas do seu negócio através das redes sociais.

Essas dicas são apenas algumas das muitas possibilidades que as redes sociais usam para negócios de todos os nichos.

O mais importante é colocar essas informações em práticas e analisar o que funciona melhor para o seu  negócio , e depois direcionar seus resultados no que realmente dá resultados.

« Older posts

© 2021 Sintesete

Theme by Anders NorenUp ↑